24 abril, 2006

DE QUANDO EM VEZ

De quando em vez
olho para trás
e revejo,
colecções de momentos
que tenho guardados.

De quando em vez,
documento cerebralmente
todos esses momentos
como folhas soltas
ou encadernadas,
arrumando um pouco
dentro de mim.

De quando em vez
olho para trás,
misturo sonhos de côr,
sol, chuva, alegrias e desventuras,
louvores, ternuras.

De quando em vez,
olho,
revejo,
colecções de momentos
que tenho guardados.

JPV

1 comentário:

Martina disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.