SE ME QUISERES...

Prendes-te com atilhos e escreves em bloco-notas a palavra... desejo-te!

Recortas letras de um qualquer papel jornal, formando palavras numa ordem desordenada com cheiro requentado a tinta, onde colocas o J e o P em maiusculas, distintas, formando palavras de ordem, como aquela que aguardo... SE ME QUISERES !

Fazes um desenho colorido, vincas um papel, constrois um planador que atiras ao sabor do vento, na minha direcção.

Escreves post-it vários e fixas em todas as árvores no passeio da avenida.

SE ME QUISERES...

Adoças-te em colheradas de gosto açucarado, raspando com pontas dos dedos e lambuzando-te em pequenas doses.

Enrolas-te em algodão doce e deixas-me saborear aos golinhos durante o dia o sabor das tuas palavras.

Sobes ao Big Ben, olhas-me da Torre Eiffel, e cruzas-te comigo na dos Clérigos.

Pintas com cores garridas, libertando tubos e pinceis aprisionados em paleta incólume desafiando um desejo numa promessa de criação.

Degustas a doce sensação da miragem, do desconhecido, a misteriosa magia do despertar dos sentidos...

SE ME QUISERES...

Deixa o silêncio pairar tranquilo e efémero, deixa que a magia faça o resto...

Descobre-me, destapando-me alma e coração, arreganhando memórias como peças soltas em teatro de marionetas.

SE ME QUISERES...

Terás o Sol na ponta dos dedos e o Mar como presença notada.

Terás a Lua nos olhos e a minha Voz num sussurro permanente.

...Virás de Princesa vestida, numa charrete de quatro cavalos brancos, brilhando a rubis e diamantes, e mesmo que pela meia-noite te transformes em abóbora, jamais deixarás de ser... Princesa...!

Comentários

Ana disse…
Mas que homem tão difícil de contentar! eh eh eh
tcl disse…
quem te quiser fará todas estas coisas e muitas mais. para te ter. sempre.
Lisa disse…
hummmmm...dizem que as palavras levam o vento...mas é bom ouvir coisas deste genero...os actos e as palavras tem que se completar...hoje em dia as pessoas dizem muito facilmente "amo-te" mas secalhar sentem-no poucas vezes...
A 1ª vez que eu disse "amo-te" tinha eu 24 anos...hoje esse homem é o meu marido !!!
Temos 2 filhos e eu continuo com aquela vontade de fazer e dizer os "disparates" que fazemos e dizemos em inicio de um namoro...infelizmente de lá não há resposta...parece que vivo longe desse homem que tanto amo...que tanto quero...encontramo-nos por breves instantes...depois continuo a percorrer um caminho de saudade e solidão...a gritar (interiormente): "volta meu amor volta...deixar-me ajudar-te...deixa-me entrar nesse mundo que é só teu..." ...
Felicidades a todos os enamorados !!!!

Mensagens populares deste blogue

O MUNDO DE PERNAS PARA O AR

Deixa ficar assim…

DESEJOS E DEMÓNIOS