05 novembro, 2006

Acho que sim... sei lá...!



Pasmo com a coscuvilhice, a falta de temas que as pessoas “não” têm.
E pasmo, porque mais do que tratarmos das nossas vidinhas, com os problemas inerentes a cada um, seja no emprego, no carro que está velho e não anda, nos filhos e na produção escolar, no vencimento que um dia destes é ultrapassado pela quantidade de impostos que temos de suportar, com a vida de casa e seus amores tão delicados, damos frequentemente pelo linguarejar das pessoas, sobre os outros, que de si, é bom que nem se fale.
Ele é tema de telenovela, de primeira página em papel de jornal nauseabundo, de revista cor-de-rosa social, daquelas que dominam os temas como verdades absolutas, do tipo, … “ o céu é azul”, …”amanhã se não chover, fará um rico dia”… “o sol quando nasce é para todos”…e blá, blá, blá.
As acusações chovem. Todos falam.
Espirram toda a lama na direcção de alguém.
Fazem chicanas em mesas de café, com um chá para quatro, ou aproveitam o pouco que trabalham para vociferar argumentos pestilentos sobre outros, sacudindo o seu próprio pó, e teias de aranha, que mais parecem enlatados.
Rotineiramente fartam-se de dizer mal de outros para esconder o seu próprio mal.
Mostram-se conhecedores, ainda que sem conhecer, apenas porque ouviram alguém dizer, quantas das vezes por inveja ou ciumeira, ou porque sim…sei lá.
E farto de estar a ouvir uma conversa sem pés nem cabeça, sobre a filha-do-pasteleiro-que-dizem-que-anda-metida-com-aquele-rapaz-que-trabalha-lá-em-baixo-no-restaurante- do- Alfredo-e-o-coitado-do-marido-que-é-uma-jóia-sem-saber-de-nada,....
Mais, o-senhor-padre-que-Deus-nos-valha- (benzem-se três vezes)-que-parece-que-tem-um-filho-que-vive-com-a-mãe-uma-rapariga-lá-da-aldeia-dele-em-Penegodes-que-fica-lá-nos-altos-dos-montes-e-que-nunca-desceu-à-cidade-para-não-ser-apontada-pelo-povo
Mais, a da minha-vizinha-Maria-que-Nosso-Senhor-me-acuda-que-quando-era-nova-andava-metida-com-tudo-o que-é-Homem-e-bem-que-ela-aproveitou-a-malandra-e-o-marido-coitado-que-é-um-moiro-de-trabalho-e-só-aparece-bebâdo-ás-vezes-…
… E perguntemos a essas queridas… porque é que não se metem na vida delas…?!

Sem comentários: