Ontem, num grupo de amigos, discutia-se a problemática macho-masculina (na voz do António), do gajo que olha o rabo da gaja e se baba todo, como ranho de caracol.
Nunca tinha pensado nesta questão dos traseiros e da sua influência no comportamento masculino tão profundamente. Normalmente os homens vêem nestas questões, valores mais arredondados. Portanto, não sei se será questão, se falsa questão. E discutia-se a problemática questão de as rebolonas serem ou não, umas senhoras, ou umas pindéricas sem jeito para a coisa. Discutiu-se a filosofia do trejeito de anca, da perna mais ou menos torneada e até do tecido adiposo, que a substância traseira trás agarrada a si, o que, tornou o tema mais interessante, pois passou a discutir-se filosoficamente um problema de índole médico-cientifico.
Não sei o que tinha o tema de tão introspectivo, que o Mário, passou todo o tempo de boca aberta, maxilares bem firmes sem ranger os dentes. Os sorrisos esses eram mais que muitos, tal a definição científica e arquitectónica, que cada um emprestava ao assunto.
Até que o Vítor segredou: - “ mas que artelhos ela tem… até me põe o espírito taralhoco”…
Foi um desafinar de risos e de novo, um olhar diferente sobre a causalidade.
Já entravamos na vertente esotérica da coisa o que, diga-se, deixava toda a gente de cabeça no ar.
Acenderam-se então, incensos de mil aromas e a prosápia continuava, num desbobinar de conhecimentos (?) esbatidos em erros acumulados anos a fio.
Do trejeito de anca passou-se para os belos pares, pois também com um belo par de saliência pulmonar, com a graça de Deus, se apresentava.
Abanando-se num ciclópico de wonderbra, teceram-se loas a Afrodite, Deusa do Amor, o que instigou nova discussão.
O Telmo, ligado a ciências históricas, reconheceu que só Dionísio, Deus do vinho na mitologia grega poderia ser a solução,
Ou então Poseidon, Deus dos mares, pudesse contribuir para o arrefecimento da conversa.
Até que num faíscante olhar, a dona de tão belos argumentos arrematou o diálogo, desnudando tudo á sua volta, como se pretendesse revelar, fotos a cores.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O MUNDO DE PERNAS PARA O AR

Deixa ficar assim…

DESEJOS E DEMÓNIOS