O Sonho que posso ter...!



















Posso sonhar que corro a passo solto
Que da minha janela vejo a tua sem a ver...

Na minha memória vejo o teu rosto e sem saber,
abraço os teus braços e recebo em troca
abraços que não consigo ter.

Ideias que tecem mantos enredados
como novelo em ti
Pesquisa que faço no teu olhar quando te olho em mim.

Mas posso olhar-te num olhar profundo de morrer
agarrando fragmentos de luz sem nunca ver

Posso até sonhar recordações
tudo ou nada, muito ou pouco, e sem me aperceber
tê-lo sempre presente, juntinho a mim
guardado em gelo para não derreter

Posso até sonhar que vou morrer
Sem nunca ter outrora desejo de...

Ou procurar viver junto a ti
Porquanto a luz, os passos juntos, até mexer
minhas nas tuas mãos e ver surgir
Arco-íris e sonhos por fazer
Sonhar-te quimera e certeza de te ver.

Pode ser este o sonho, desejo,
quem sabe o quê...
pedaços de alma que esculpi em mim
um pedaço de céu, pedaços de tempo
ou de nada.
Pode ser este o sonho.... sei lá de quê...!

Comentários

Anónimo disse…
Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

Fernando Pessoa


Nada mais a dizer você ja o disse ;) Continue a postar.
Mar34 disse…
Só posso agradecer ao meu colega de trabalho por me ter dado a conhecer este grande escritor!
olhos grandes disse…
belo poema, belos sonhos, belas imagens de palavras feitas. gostei.
Anónimo disse…
ninguém é nada pois o mundo é tudo! Gostei do texto :)

Mensagens populares deste blogue

Deixa ficar assim…

DESEJOS E DEMÓNIOS

EXISTISTE ANTES DE EXISTIR