30 setembro, 2007
















Se me quiseres encontrar
estou aqui.
Entre o céu e a terra
entre a montanha e o mar
Talvez pendurado numa corda,
talvez a amar
Se me quiseres encontrar
estou aqui
Ora no aquário onde por vezes vivo
ou na concha que trago agarrada a mim.
Mas se me quiseres encontrar
despacha-te
pois podes não chegar a tempo de veres quem sou.

JP

2 comentários:

Anónimo disse...

Porque o tempo é tão implacável, roubando-nos as oportunidades se não formos suficientemente rápidos para agarrá-las imediatamente? (Liv Ulmann)

Anónimo disse...

Gostei do teu pedido de socorro.........
Lu