21 janeiro, 2009










Vamos envelhecendo todos... não só tu e eu.
Das calças à “boca de sino” e cabelos compridos aos brincos e piercing´s e sentimentos tatuados.
Já não fazemos brincadeiras de perfeição, mas prosas de versos irregulares.
Cinzento está o tempo e estes 70 que já pesam…. 35 em cada perna digo eu....

Nunca estamos fartos nem cansados um do outro. Amparamos as maleitas depois de anos amparados num amor sereno mas completo.
Estamos os dois no café entre o galão e a meia-torrada. Os filhos e netos têm os seus ritmos e nós cristalizamos no nosso.

Olho-te embevecido pelo canto do olho e relembro como foste, serena, Princesa de encantos num mar por vezes revolto.
Também como o mar havemos de naufragar numa qualquer ondulação num dia qualquer em qualquer hora, ou quando o destino aprouver.

Estamos os dois no café, sentados, sem que as palavras saiam.
E eu olho por ti, no silêncio da noite, para que não fujas no encalço da luz, onde as palavras e o som das aves te inebriam.

Aprendi a curar as nossas dores e a preencher o vazio que nos resta.
Tamborilas monocórdicos os dedos no tampo da mesa enquanto olhas um espaço sem fim.

Pousas o livro que sempre te acompanha, e colocas os óculos a preceito sorrindo na minha direcção com um gesto brando e ternurento.
Indicas um pedacinho de pão perdido no canto da minha boca e sinto-te num amor de mil anos por mais mil de encantos e gestos de primavera.

Sorrimos ambos num adormecimento de memórias que catapultavam saltos frenéticos de final de tarde cinquenta anos atrás.

Somos velhos e ainda sabemos fazer brincadeiras na perfeição.

5 comentários:

Cocas disse...

Lindo...a serenidade de um amor verdadeiro, que com o passar dos anos se torna absoluto, até nos mais pequenos gestos.
Quando for velhinha quero sentir assim.
Beijinho

Cocas

JS disse...

Pois... que assim seja.

Angela Maria disse...

Muito bonito!! :)

O Amor pleno e completo é tão gratificante!!

Obrigada pelas palavras!

Alda disse...

Lindo!
Já vos estou a imaginar assim daqui a muitos anos...

beijinho

antonia disse...

JP
Quem tiver a graça de conseguir envelhecer ao lado do seu amor, deve sentir-se exatamente assim, pleno, sereno e feliz.
Desejo que consigas.
Abraço