Do espaço onde as aves fugiram










No entanto és tu que eu quero guardar neste canto onde as aves fugiram, quando pela noite germina um sorriso numa dança única.
E chega o Outono onde se apaga a cor e desaparece o reflexo.

Onde quase se comem as nuvens como algodão doce e cheira a café acabado de fazer, tal como a sopa da minha avó, quase mais couve do que água.

Sigo os trilhos das minhas rugas, e demoro-me o bastante pelas lembranças que me inebriam fantasias de um corpo no mar.

Deixo-te o silêncio da minha mão em forma de carícia. Deixo-te a compota de mel com o pão caseiro entre os favos da imaginação.

E escrevo rascunhos sem sentido para que me procures enquanto lês, enquanto te guardo espaço neste canto onde as aves fugiram.

E enquanto escrevo faço-me outro e outro, todos os dias.
Visto-me novas peles, novas roupagens conflituando por dentro de mim como se uma passagem para outro “eu”.
Nada se faz sem uma ponta de loucura, eu sei.

E gosto de me ir lendo e reconhecendo aqui e ali outra personagem.
E outros mais virão.
Dói este soltar de alma. Apodera-se de mim com um antagonismo exacerbado. O alegre e divertido entra no cinzento da escrita com tristeza e romantismo na ponta de filtro.

Vivo uma permanente corrida entre a partida e a chegada, seguro por pontas e dedos de fantasmas que ora me empurram ou retêm.
E leio e releio como se me visse num espelho de reflexos matinais, fragmentos de histórias casuais, e germinações de sorrisos.

E a chuva que espalha gotículas festejando o baile da lua, enquanto a noite se espraia sedutora, afinando a voz.

Ilegível dança de emoções neste incerto nome do frio que me aperta os ossos, e tu metáfora pintada por mim entre pinceladas firmes e dolorosas com mil cores por inventar.
Pinto-te quente como fogo espesso em contradições de texturas mais-que-perfeitas.

E é a ti que guardo neste canto onde as aves fugiram, nesta fronteira de emoções que derrubo com um sorriso das tuas pinceladas em mim.

Comentários

Anónimo disse…
Belas pinceladas fazes tu com estes textos...
Este está lindo demais!!!
Beijinho

Cocas
XS disse…
Mais uma vez, fantástico.
João e Joana disse…
Por que será que as aves fugiram?...

Mensagens populares deste blogue

Deixa ficar assim…

DESEJOS E DEMÓNIOS

EXISTISTE ANTES DE EXISTIR