27 abril, 2009





Gostava de ti assim,
menina de coro, intocável, perfeita, mesclada de mulher carnal e fatal, feita gata no ronronar do tímpano direito enquanto me percorres as entranhas com suaves arranhadelas esquartejantes.

Gostava de ti assim,
eu borbulhas na cara, a barba que rebenta e tu um sorriso chique e maroto.
Mais maroto que chique.

Eu todo embaraço e tu um pedaço.

Gostava de ti assim,
sem rumo nem norte, em piloto automático, modo quase vegetativo, articulando sons, e eu atirado para um canto, órfão de sentido e de razão.

Uma fímbria de alento e a boca calada de gritos rarefeitos, enrolados, impregnados de
sol e sal.

Gostava de ti assim.
Insegura, discreta, perspicaz, ondulante, saltando da veia cava inferior para o ventrículo esquerdo, mexendo e remexendo, seduzindo-me até os poros se abrirem e o sangue correr como o Douro nas entranhas da Régua, e o pedacinho de mel que goteja na alma e faz buracos num cantinho do coração.

E eu, dedos em nós e os nós dos dedos, que se abrem como garras afiadas numa dança sem fim, como teclado de piano ao som de Mozart, numa obra de arte em ti.

Gostava de ti assim
Uma faixa branca de dois palmos, como maré vazia e sinais criativos de vidente, para inventar futuros e ler a linha da palma da mão como seara alentejana.

Uma mão de face côncava que esconde pequenos tesouros, e o adivinhar do teu esgar e tu a passar de novo, de menina de coro, intocável, branca e bela para guerreira tentacular, fazendo de mim, teu refém, numa masmorra qualquer.

5 comentários:

Anónimo disse...

Metáforas de sensações passadas e tão presentes que parecem reais...

MG

Cocas disse...

Giríssima a mescla de "menina de coro/mulher carnal; insegura e discreta/perspicaz e ondulante". É um jogo de palavras algures entre o contraste e o complemento...ou simplesmente o chamado "pão com sal" :)))
Beijinho

BrunnOo' disse...

Oiie'

me add como seguidor?

Eu vou seguir seu blog, curti muito as coisas que li nele...

=)

abraz x)

T disse...

Uff...gostei muito!

T disse...

Uff...gostei muito