09 junho, 2009

GENTE


(Hey Jude)


Uns brancos, outros negros, outros pintados.
"Gays" e acrobatas, actores e travestis.

Estudantes e trabalhadores do Estado, mulheres a dias e jovens sem rumo.
Engravatados e desnudados.
Católicos e anárquicos, protestantes e Islâmicos, jovens sem curso e velhos cursados.

Pais e avós, filhos e netos.
São Povo, pessoas, e gente.
Não gostam de gostar de fugir, nem tão pouco dos que o fazem.

Primam pelas diferenças e abominam carneirismos empacotados em filas de sentido único.
Gente que encara a ignorância e o insulto, com a leveza sobrevalorizada de coragem.
Gente que usa torpedos por desembrulhar preferindo o gesto e a palavra às armas.

Gente das sete partidas do todo que é mundo, numa globalidade fascinante.
Gente que dá as mãos e luta e grita e chora e canta e solta discurso em prol da paz da união e das diferenças salutares.

Todos já passaram pelo ridículo, já se enganaram, já coraram e já amaram sem esperança, proporcionando esperança a outros.

Gente que tem medo mas tem voz que desafina e desatina que se expõe a criticas e apupos, a palmas e doces galanteios, gente de marés e tempestades.

Vencedores e derrotados.
Gente com sucesso e gente sem sorte, gente que hesita e que desilude, gente que já foi e que ainda é.

Gordos e magros, aprumados e maltrapilhos, salteadores e saltimbancos, gente do Governo e sem governo, gente com casa e outros de lata, gente do yogurte e da cerveja, da Joan Baez e Tom Jobin, gente de futuro outros sem fim.

Gente traída por opões e de convicções que tem e partilha emoções.
Gente que apunhalou sem lâmina de aço sonhos e solidão, que correu e caiu que se levantou e sorriu
Gente que se pinta e se constrói que teatraliza e se corrói.

Gente da "Burka" e de "Crucifixo" de "Piercing" e de eucalipto.
Gente que vive e sabe e faz, gente branca, negra, índia e outros sem cor,
titulares e suplentes, carregadores e tocadores, de sotaque e cantoria, loira e morena, cabelo escorrido e carapinha, "Homo" e "Bí" gente que é ...

SÓ MAIS UM IGUAL A TI !

5 comentários:

Cocas disse...

És único na forma como utilizas o contraste nos teus textos...e resulta sempre tão bem!
Este post está fantástico também pela forma como o texto se adapta ao vídeo. É um texto excelente!
Parabéns Pedro, já o disse num comentário qualquer, mas repito...quando pões um livro cá fora?
Beijinhos

Lídia Borges disse...

Magnífico texto!
Pela beleza do conteúdo, pela actualidade do tema, pela forma de expressão...Intocável!

Adorei!

Rita Vasconcellos disse...

.. e que bom é ainda nos emocionarmos com coisas simples...
bjs
Rita V.

T disse...

Muito bom, já conhecia o video e assim fica mais completo...boa Pedro!

Chris disse...

Gostei deste seu texto... na simplicidade as verdadeiras causas de existir.
Cumtps,
Chris
www.momentosincertos.blogspot.com