16 outubro, 2009

Ser Gato




Quero viver contigo e em ti
Enrolar-me num lençol de cetim
E de quatro fazer dois.

Quero ronronar por ti, afagar-me em ti e arranhar-te naquele momento próprio do desejo.

Quero subir aos sofás, rasgar cortinados e enrolar-me nas tuas pernas largando pêlo no teu regaço.

Quero ser gato em ti
Gosto quando me sorves em parágrafos, quando me lês de uma vez e ficas sedenta de mais das minhas historias das minhas palavras e dos meus silêncios

Entre um afago e o aconchego, um ronronar e pêlo eriçado, as tuas bradicardias que me pedem café.

Quero ser gato em ti.
De manhã enquanto acordas e me passeio pelo teu corpo num despertar siamês e todo o tempo em que espreguiças os teus braços e te mordo os dedos e pulsos, sentindo o sangue quente que te envolve.

Os meus olhos faiscantes nos teus de princesa, o meu bigode de gato das botas, as orelhas pontiagudas, e as unhas penetrantes, enquanto franqueias espaços de guerra para um encontro de paz.

Quero viver num lençol de cetim, com coleira anti-pulga, entre as dez e as onze, num quarto arejado a escorregar de loucura, entre corridas atrás do novelo, até que me faças parar.

E subas paredes comigo
Para seres
gata em mim.

4 comentários:

Lídia Borges disse...

Felino!
A sensualidade de um gato num lençol de cetim é coisa digna de um tratado.

Belo texto!


Um beijo

made in ♥ love disse...

Muito bom texto....


Um beijinho
Eduarda
Be in ♥ love

Anónimo disse...

Este texto está fabuloso...lindo qb :)

Beijo

Elzenir disse...

Que delícia estar enrolada num dia de chuva. Muito sugestivo. Bjs