10 fevereiro, 2010

Just Like... Heaven




Katie Melua - Just like heaven


Preciso de te sentir, saber que estás por aí, como estás por aqui.

Das tuas mãos que me tocam, o teu cheiro que me embriaga e o teu beijo que me adoça a boca sem mais não.
Preciso deste espaço só meu e dos teus lábios que me percorrem, o teu azul que me invade e o meu escorregar por dentro de ti.

Alguém disse que apenas a pureza dos teus olhos bastará.
Mas eu quero mais, muito mais. Ver-te dentro deles, espreitar labirintos mágicos, fazer desse globo o meu mundo e espraiar-me nos raios vermelhos que te enlaçam.

Talvez venha a ter asas e voarei na imensidão do arco-íris voltando para te ter de novo e os dedos que me envolvem, o beijo que me aquece o corpo, o inebriante perfume, o toque sedoso da pele, as minhas lágrimas cortadas e o teu sorriso que me ajuda a escrever por dentro da alma.

Preciso de voar na direcção do infinito, esquartejar nuvens, abrir a humidade de par em par, sentir o cheiro das estrelas, romper a lua, ser recolhido em Marte e dançar nas asas do desejo.

Quero ter-te em mim
Ouvir o sopro do vento, o arrulhar dos pombos, a maré que se espraia e vagueia no teu corpo de sereia

Quero respirar-te devagar, uma e outra vez, fazer bolinhas de sabão, jogar à macaca e ao eixo, saltar à corda, perder o autocarro das sete, apanhar a roupa do fantasma que nos envolve, ser salvo ao terceiro gongo, redimir-me em pedaços, ter-te em excesso e ser a tua ultima paragem.

Um dia, com ou sem asas, despeço-me das palavras e morro em ti

7 comentários:

Ana disse...

Para ler e reler..lindo!
Bj

Lídia Borges disse...

(...)"escrever por dentro da alma".

Que bem sabes fazê-lo!Como se a "alma" para ti não tivesse nenhum mistério.


Um beijo

Anónimo disse...

A música é lindissima.
O texto é mágico e perfumado onde palavras se entrelaçam e dançam, se tocam e beijam.

Esvoaço feliz em todas as letras e palavras que levo de ti.

Parabéns!

Maria

MeuSom disse...

"Um dia, com ou sem asas, despeço-me das palavras e morro em ti"

eu..., bom, eu queria saber escrever assim! :))

Parabéns, Pedro!

Digo sempre o mesmo, e é sempre verdade, este é o melhor de todos quantos já li, de ti!

Beijo.

ana sofia disse...

palavras para quê???...

Chris disse...

Voar na direcção do infinito, onde só o sentir pode definir essa mesma direcção...
Um abraço e boa semana
Chris

Guida disse...

Tocando o Céu
Tocando as nuvens da fantasia ou do sonho
não fossem eles nossos balões de oxigénio
não fossem eles nossas molas do despertar de consciências, mais ou menos acordadas, mais ou menos adormecidas
Tocando o Céu e rompendo o ténue véu que o cobre e distancia de nós
Tocando o Céu e ouvindo os sons melodiosos de sonhos assombrosos que nos fazem deleitar em mantos de verde mar,
em campos de azul relvado,
em cálidas águas que nos embalam em frias madrugadas
Tocando o Céu... até o dia raiar...

Mag