Do I look Alright?




As tuas brincadeiras de criança.

A necessidade que tenho de te puxar “às cordas”, para te abocanhar atenção.
Sempre a tua partitura interior, distraída, um franzir de testa, risquinhos marcados como ondas irrepetíveis.

A minha mão direita na tua calça de ganga, marcada, rasgada e o meu peito no teu e um beijo enregelado, tacteado como cego no teu interior.

A minha boca em espera, ainda.
Beijos de ontem, na espera.

Do I look alright?

E roubo-te aos bocados.
Com as duas mãos, enrolada na ponta dos dedos amassada ao teu desnorte, fundida em mim.
Gestos nos gestos que a mão faz sem contar.
Perímetros em subtracção, volteando corpo, escondida no olhar
Dedos de pintora, modeladora, alquimista da alma,

Fechadura e torniquete no coração, ventos de luz e um dobrar de pálpebras

Conto as palavras que te digo para não exagerar, nem a mais nem a menos.

As minhas mãos que não chegam para tanto de ti, luzes que não se acendem e os fantasmas que nos habitam, que nos acorrentam, que nos secam feridas, que nos sabem caminhos sem mapa nem bússola

Do I look alright?

A minha boca em espera,
Dragões nas curvas do céu, peça por peça para te construir, riscos de chuva, nuvens como telas, pinceladas.

E as mãos macias, ternas, gulosas, vadias.
Uma bolha parada no tempo, um toque amargo nos lábios e nós dentro do tempo a recuperar o doce,

Gaivotas com mensagens de textos alinhados na memória, as tuas brincadeiras de criança, os gestos largos irrepetíveis, as mãos frescas e doces, o teu olhar, alquimia de alma.

Do I look Alright ?
Yes, you look wonderful tonight!

Comentários

Maria disse…
Hoje espreitei-te de novo...
Foi um prazer ler o que escreves
Parabéns mais uma vez.
asImagens disse…
E eu ainda aqui, roubando (confesso), pedaços do texto aos bocados...
Porque cada frase é o resumo de um enorme texto...
... e eu não consegui ainda chegar ao fim...
E ainda vou quase no principio, porque hoje fixei-me aqui:
"E roubo-te aos bocados.
Com as duas mãos, enrolada na ponta dos dedos amassada ao teu desnorte..."
Como consegues?!

Que interessa chegar aqui e dizer simplesmente que está muito lindo se não se consegue tragar o sentir que ele tem. E quando tu escreves..., pelo menos a mim das-me um trabalhão, moço :))

Beijos!
Lídia Borges disse…
Imagens poéticas sempre belas e cheias de originalidade.

Um beijo
MeuSom disse…
... yes, you are wonderfull everytime, everywhere!
Julieta Ferreira disse…
Uma amiga comum falou-me de si. Vim dar uma espreitadela e fiquei deveras impressionada. Gosto imenso da maneira como trabalha as palavras, a musicalidade e as imagens muito bem conseguidas, de grande beleza poética. Um abraço.

Mensagens populares deste blogue

O MUNDO DE PERNAS PARA O AR

Deixa ficar assim…

DESEJOS E DEMÓNIOS