Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2012

Juro que nem a dormir descanso...

Juro que nem a dormir descanso...

Vivemos sempre em reticências.
Juras de amor não atendidas, paixão latente na esquina da vida enquanto o semáforo muda a cor e eu olho nos teus olhos.

A vida passa a ter mais sentido com os sentidos mais despertos e um renascer que julgava perdido e atirado contra a sétima onda do mar revolto.

Juro que nem a dormir descanso...

Enquanto ancorado no teu pescoço, partículas dispersas por entre os dois.
A tua mão que adora descansar na minha, os cafés perdidos entre embaraços.

Ninguém espera o inesperado, enquanto o coração dispara mais acelerado no momento.
O teu olhar na ausência do meu olhar.

Tenho-te como musica, um excerto de Bach, um poema de Sofia ou um quadro de Paula Rego.
Tens tudo em ti. Elegância e aprumo, aparente solidez em insegurança interior.

Juro que nem a dormir descanso...

Vejo que a lua balança no céu em noite estrelada e eu ainda espero por ti.
Vives na angústia da indiferença, no carinho e no toque que te afastam …

Perdição...

Imagem
Cirando por aí em obsessões de alma moribunda, socalcos de feridas abertas, palavras mal colocadas na minha voz desarmada.
Músculos retidos e sentimentos agrafados em folhas lisas coloridas.

Adormeço a destempo. Está gelada a noite...

Braços inquietos, frases sem sentido, o comboio na estação em chiadeira estridente.
Salpicos de chuva ritmada com os segundos do relógio.

Aridez noturna. A falta. Suspiros de delito nas tuas reticências.

A tua na minha mão em afagos. A pele que inebria e o teu cheiro que entontece.
O amanhã em combustão. Prendes-me em gestos de saudade.

Volúpia de enganos. Sombras que ameaçam a minha luta interior.
Lábios como ancoradouros de alma na tua entrega.
Teu peito como doente em rota final.

Arrumo-me em pedaços incertos, espaços sobrantes, enxurradas de silabas por dizer.
Abraços de supetão, rastilhos de lábios, o despertar do teu corpo.
Desfibrilhar de coração com choques telegráficos.

Ribeira alagada de marés, remendos interiores dissipa…