Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2014

OS FILHOS

Imagem
OS FILHOS
Lembro ainda hoje, como ontem, como se o sol batesse na cara e se espalhasse pelo corpo aqueles pezinhos pequeninos saltitando pelo chão, atirando-se para o meio do aconchego, entre pai e mãe, entre o amor divino e eterno, na proteção do tempo e do espaço.
Nos dias de cansaço invernoso onde as maçãs não são mais maçãs e onde o vento me corta em dois e a chuva canta desprovida de sentimentos, como o coaxar das rãs – porque sim.
Sei das vossas mãos pequeninas que me tentam alcançar como se a um porto ancorassem, do meu sono desperto, entre um livro e o vosso respirar, entre as febres que vos afligem, os dentes a romper, e os meus braços num amparo, o aconchego doce da mãe, a vossa estrela cintilante.
Eram vossas as madrugadas televisivas, no despertar do “Dumbo” e outros que o tempo me fez esquecer, e juro-vos que aquele é que era o Mundo, o Mundo onde o tempo para, e descobrimos que de repente é o Sol que vem para nos abrigar.
E vamos aqui e ali juntando letrinhas para fazer um novelo …