Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2016

NO MEU DOURO

Imagem
No meu douro tenho silêncio da rua. O silêncio do vale. Silêncio da terra. O teu no meu silêncio. Dias de silêncio no douro. Ao longe, avenidas feitas segredos ondulados. Conversas sem fim, quantas vezes sem princípio.
Oratórios e pratas. Quadros e linhagens espalhadas pelas paredes brancas. Retratos de família, livros e ligações. O douro ao fundo. O rio já aqui.
Copos meio bebidos lavam-se na tina de água roxa. Copos mínimos onde serve um tinto carrascão ou um décimo de porto.
O calor amolece os corpos, que encostados aos paus, juntinho às veredas vão desfilando cantorias quebrando a secura da terra. O silêncio da brisa, a lagrima fugidia num olho azul, enquanto a vinha sussurra.
Aqui o rio. O sol ilumina-o ordenado, pachorrento.  Encosta acima, lagartas socalcam terra, abrindo espaço para outras colheitas. Um douro fino.
Pés de vinha aprisionada namoram outras vinhas mais a sul. Um comboio em desalinho apita à distância. São segundos na paisagem.
Às vezes um pássaro, raramente uma brisa, namo…

DESEJOS E DEMÓNIOS

Imagem
Dulce não se importou com a vida. Como se ela alguma vez tenha tido alguma importância. Suspendeu a respiração e disse ao padre que este era talvez o seu último inverno. O último dezembro.
Não me lembro de tempo tão triste nem gente tão distante. Parece que o meu corpo só vive do calor e eu estou cansada do frio.
Só me apetece arrancar este zumbido da minha cabeça. Estes bichos que sinto, me invadem corpo e mente. Mais corpo, por causa deste formigueiro que me percorre. E este calor intenso, as pálpebras muito abertas os olhos quase esbugalhados. Bem que eu queria um milagre, Senhor Padre. Algo como um príncipe – dizia ela.
De repente uma aragem. Entra pela porta da frente e com ela uns uivos de lobos pretos. São estas tristezas, diz Dulce. Tudo isto que me vai consumindo, mais os calores e as minhas pálpebras.
Só quero entrar de novo na minha cabeça, mas esta humidade que se entranha, este arrancar de alma. Sinto-me desnuda. Só me apetece pecar e pedir perdão.
Mas peço a sua bênção senhor p…